sábado, 30 de abril de 2016

jura não secreta


Jura Não Secreta

se eu não beber teus olhos
não serei eu nem mais ninguém
quando roçar teus dentes
desço garganta mais além
quando tocar teu íntimo
onde o ser é mais intenso
jura secreta não penso
bebo em teus cios também

Artur Gomes 

Linda poesia sensual. Amo o estilo.
Fernanda Passos - www.pnaveia.blogspot.com



vôo rasante

desce
ao mais secreto
ao submerso
submundo
desse mundo
que o amor
é mais propfundo
não cabe em superfície
só no fundo

Artur Gomes
https://www.youtube.com/watch?v=rE3HexafOjQ&hl=pt&gl=BR



Esfinge 3

érica alice por quanto mais
eu não a visse estava ali
uma  miragem
sem que eu fingisse
só voragem
uma mosca em minhas costas
tatuagem quase oposta

a mulher que em carne  eu visse
me olhando bem de frente
com teus olhos de serpente
azuis que de repente
devoravam-me no que disse

Artur Gomes

Bela mulher, belo poema, bela postagem. Um abraço.
Moacy Cirne  - www.poemaprocesso67.blogspot.com

nick



nick 
tem um pick 
incandescente
agita
o que grita
fora e dentro
nela
pode ser a porta
ou a janela
que importa?
me conforta
saber 
da eletro flower
que mora
dentro dela

Artur Gomes
www.artur.gumes.blogspot.com 


Artur, parabéns pelas vitórias alcançadas, nas calçadas descalças, das suas calças desbotadas, de tanto sol e sal manchadas... Vidente, contente das suas ascenções, no dia-a-dia da labuta... alegro-me em vê-lo em outros domicílios confirmando desabafo de Jesus, aquele da cruz... NINGUÉM SERÁ SENHOR EM SUA PRÓPRIA CASA... Abraços, com fluídos nervosos e mentais, positivos e entusiasmantes, do seu humilde admirador, conterrâneo e companheiro... 

JOANES - silvajoanes@uol.com.br

i... eu ameeeeeeeei isso.  pow, muito obrigada meeeesmo por toda a força que você tá me dando. beeeeijos e até mais tarde. 

Nick - nickeu@gmail.com - www.nick-nick.weblogger.com.br



anjo em transe 1



anjo em transe 1

fosse o que apenas já foi dito
escrito falado pensado
não fosse tudo o que já foi maldito
e nada do que nunca foi sagrado

falo em tua boca enquanto
um anjo em transe
me ilumina tanto
que mesmo mudo
em tua língua canto

como um diabo
que subindo aos céus
tentou muito mais de uma vez
quem sabe gregório 
ou quem sabe castro
descendo aos infernos
como sempre fez

talvez camões no corpo de um astro
me lance  infinita a  chama
da pornoGráfica lucidez

Artur Gomes

De Árvores e Poetas - filme de Jiddu Saldanha, com Cláudia Gonçalves, Artur Gomes, Mônica Montoni, Mayara Paquetti no XV Congresso Brasileiro de Poesia - Bento Gonçalves-RS - 2007
https://www.youtube.com/watch?v=aEkEFknkCsk#t=21

Todos vocês estão de parabéns pelo vídeo. Enquanto isso, eu (no blogue do P/P) e Regina (no Lambuja) continuamos homenageando os 40 anos do poema/processo. Um grande abraço.

Moacy Cirne -  www.balaiovermelho.blogspot.com

flor de lótus



Flor de Lótus

Eva é quando chegas
e te apossas dos meus lábios
por inteiro

como se  arte fosses
e teu corpo flor de lótus
nascendo aqui na minha cara

quando me vens
com tais palavras
e me vira pelo avesso

Eva que enfim foste o começo
quando a maçã em mim devora
fogo do amor não tem segredo
chama que queima a qualquer hora

Artur Gomes

chama que queima a qualquer tempo, qualquer estação, qualquer dia... mas se fossemos querer descobrir o que é o amor poderíamos, quem sabe, chegar perto? o amor é sentido e representado entre versos e palavras; em canções de rock ou em outras baladas... enfim, belas fotos e palavras as suas. um abraço

Jose JR. 
www.experimentandoversos.blogspot.com

comentários



Artur,
Gostoso te ver falar,
Mix musica/ação/poema:
Fosse sempre assim: o desejo de PAZ:)
Bjs

Fosse musa, 
Fosse eu a tua blusa 
Fosse inverno no verão .
Fosse fértil a imaginação....
Fosse tua boca na minha mão,
Fosse o que fosse:
Eu e você 
Fomos

Cristina Terra//para Artur Gomes


Artur, que maravilha esse vídeo-poema, tudo perfeito, tudo mais que nos conformes, porque dele extrapola uma leitura criativa do poema do Mano em tempo bem marcado por sua voz e presença e pela gaita em blues ao fundo.
Tudo muito legal, a câmera sempre fechada, dando voz & vez ao poema, não deixando que o espectador se disperse com imagens dispersas e "adjetivas".
Um vídeo "substantivo", que "levanta" o poema do Mano. Uma quase ereção, um poema, um vídeo, uma canção.
Sim, O Jiddu tá sabendo fazer a coisa. Também gostei muito desse segundo vídeo que ele fez sobre meus poemas. Com bons movimentos de câmera (é cinema, a gente vê) e com bons atores. 
A garota, então, a Aline, é de grande expressividade. Uma atriz, uma bela atriz. E ponto. Mais nada precisa ser dito.
abraços momescos
Ronaldo Werneck

FlorBela



FlorBela

fosse apenas uma menina
mesmo assim a rima
desce no mais íntimo
lá no fundo 
mais profundo do teu íntimo

muito pra lá de onde
a tua boca chora

onde a lágrima é brasa
e acende flama quente
como um beijo líquido
no teu cio aceso
entre os teus seios entre
por onde falo no teu corpo agora

Artur Gomes


Meu coraçãoo e marçal tupa...e tupiniquim e também tupinambá... Por isto estou aqui.. pra este blog parabenizar! Muito bom mesmo! Adorei Sucesso sempre!

Rapaz, quanto tempo! Abraços.
Moacy Cirne - balaio86@oi.com.br


comentários



sagarânica

desejar-te
é uma arte
que cultivo
planta

quando canta
ou cala
quando fala
ou ri

desejar-te
é uma parte
que de mim
re-parte
parati

Artur Gomes


artur é meu ícone. devo a ele, ter voltado a escrever. por isso, tudo é , dito, ou não dito, dedicado a ele, porque 'espada será sempre espada e poema será sempre poema'
Lucia Miners - lminers@terra.com.br

Uma palavra a dizer: "Encantada" Parabéns pelo maravilhoso espaço virtual!
Josiane - www.almaamarela.blogspot.com 



jura secreta 16
para may pasquetti

fosse esta menina Monalisa 
ou se não fosse apenas brisa 
diante da menina dos meus olhos 
com esse mar azul nos olhos teus
não sei se MichelÂngelo 
Da Vinci Dalí ou Portinari te anteviram 
no instante maior da criação 
pintura de um arquiteto grego 
quem sabe até filha de Zeus
e eu Narciso amante dos espelhos 
procuro um espelho em minha face 
para ver se os teus olhos 
já estão dentro dos meus

Artur Gomes 

Adoro os versos deste poema. Leio e releio e gosto sempre. Verdadeira homemagem e pura prova de amor a divina e poética existência da mulher.
valdea - valdeaabreu@gmail.com




carNAvalha



carNAvalha

afora a tropinAlice
metáforas a parte
heráldicas lunáticas
harôldicas galáticas

minha lâmina carNAvalha
na garganta do futuro

sousandrando a batucalha
sou concreto escriDuro

me visto em pernambucâncer
mephisto em pernambucalha
pau a pau pra ver se Dance
a velha Nau tropinicalha



http://carnavalhagumes.blogspot.com


comentários de meus leitores desde os tempos de orkut e zip net

você é sinistro!
Lua da Pazwww.luafulnio.blogspot.com

Ah! se esse alho no teu olho cai... cairá alho!

Fábio Cesar - www.fabiocesar.blogspot.com


Boa noite, passando no seu blog mais uma vez para uma visitinha.
fiz uma indicação do seu blog em um dos meus posts. boa semana
Josiane - www.almaamarela.blogspot.com

artur é meu ícone. devo a ele, ter voltado a escrever. por isso, tudo é , dito, ou não dito, dedicado a ele, porque 'espada será sempre espada e poema será sempre poema'
Lucia Miners - lminers@terra.com.br


quinta-feira, 28 de abril de 2016

Oficina de Artes Cênicas - O Espelho



Oficina Artes Cênicas - O Espelho
SESC Campos -

de 5 a 26 de maio - das 15 às 18h
Tendo o Espelho como elemento cênico desenvolver uma pesquisa no universo surrealista do dramaturgo Espanhol Fernando Arrabal tendo como pano de fundo os textos: Fando e Lis e Guernica.
Com o ator poeta e Diretor de Teatral: Artur Gomes





sexta-feira, 22 de abril de 2016

poema das invenções




poema das invenções

fosse essa jura secreta
brazilírica fulinaimagem
mutações em pré-juizo
muito além da mesa posta
couro cru em carne viva
lambendo suor e cio
como corrente de rio
deságua no além mar
profana sagaraNAgem
nos gumes da carNAvalha
teu corpo em Maracangalha
fulinaimando comigo
agulha no meu umbigo
como uma faca nos dentes
a língua na flor da boca
em transitiva linguagem
ereto poema crescente
rasgando a carne no grito
o gozo nos nervos de dentro
roendo os ossos do mito


Artur Gomes 



domingo, 17 de abril de 2016

cabeça feita


cabeça feita

há tempos que não dou um tapa
não fumo
não tenho saudades
necessidade se foi
não consumo
cabeça feita conservada
no azeite da pimenta
se quer saber o resultado
faça como eu: tenta

Artur Gomes

quarta-feira, 13 de abril de 2016

terra



terra

antes que alguém morra
escrevo prevendo a morte
arriscando a vida
antes que seja tarde
e que a língua da minha boca
não cubra mais tua ferida

entre/aberto
em teus ofícios
é que meu peito de poeta
sangra ao corte das navalhas
minha veia mais aberta
é mais um rio que se espalha

Artur Gomes

foto: Artur Gomes Gumes

segunda-feira, 11 de abril de 2016

jura sercreta 70



jura secreta 70

eu sou a outra parte
que habita dentro do meu outro eu
não a casca da carcaça aqui de fora
o que se vê no espelho
e só imagem
narciso mergulhado
a própria sombra
o cavalo na folhagem
esse sim é o que se vê na tela
quando a câmera revela
o concreto da outra pessoa que não sou

sexta-feira, 8 de abril de 2016

poemax




o espanto
não tem dono
me pega no sono
quando acordo


e traça
um som incrível
como o sol
do fim do dia


quando amanheço
sou apenas
esse relâmpago insaciável
sem palavras
para aplacar o que não sei

Artur Gomes