segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

Sagarânica



Sagarínica
Poema do livro SagaraNAgens Fulinaímicas

a rede vazia
olha o infinito
a sua frente
estou armado de poesia
até os dentes.

Artur Gomes
www.juras-secretas.blogspot.com






poema do terceiro dia

remover a pedra dos rins
a faca dos dentes
a escama seca da espinha da serpente
retirar da carne o sal que restou do mar
e me mandar para outras águas
de preferência água doce
antes que o mar me salgue
antes que o mar me cegue
peço a Oxum que me leve
por onde eu ainda possa me salvar





na pele da memória para saudar 2016

o mar
me levou a última quimera
o movimento dos barcos

ondas sempre morrem no cais
nem sei se quero mais tanta procura
daquilo que não tenho
se nos olhos ainda tenho flores de dezembro
daquela manhã ainda me lembro
adele tinha a pele branca
como uma bruma de vênus
em tuas costas uma palavra indígena:
Bertioga
a tua língua macia me trazia o gozo
e nunca fora de menos
com a boca de água e sal me lambia
depois dos beijos molhados
nos lençóis de areia
e não era mais lua cheia
quando acordamos dentro.

Um comentário:

  1. "Saudade - Palavra única....."

    Estou escrevendo o livro "Saudade..."

    - Se se você já contribuiu, enviando seu depoimento, sua saudade, eu agradeço.

    - Se não, eu estou aguardando a sua valorosa contribuição.

    Para descrever "Saudade" não há uma regra, norma ou padrão. Pode ser a "Saudade" de alguém, algum familiar ou amigo. Pode ser algo que existia e não existe mais ou foi modificado em sua cidade. Enfim, Saudade, é "Saudade" e cada um tem a sua!

    Exemplos de saudades já recebidas e que irão para o livro:

    Eu tenho saudades dos...
    "Domingos na cidade de Pingo D'água, de manhã ajudávamos a podar o campo com trator e roçadeira, aquele cheiro da grama cortada ainda ficou até hoje, e é só passar perto de alguém podando um jardim e a lembrança vem na hora, e a tarde era hora de dar espetáculo com a camisa do Juping no campo que cuidamos com muito carinho."
    Adilson Begatti- Cronista Esportivo e Metalúrgico
    Coronel Fabriciano-MG

    Eu tenho saudades do...
    "Do tempo em que a praça da cidade tinha espaço para as crianças ...lago com peixinhos. Os "coquinhos" caiam pelo chão e as crianças se divertiam tentando abrí-los para comer. O espaço de areia era disputado e ninguém se importava em sujar os pés...não se ouvia os gritos das mães desesperadas e irritadas pelos filhos que insistiam em gastar dinheiro no "pula-pula". A diversão era interminável e gratuita."
    Ana Karina Veiga - Jornalista - Professora e Estudante de Direito
    Santos Dumont-MG

    Eu tenho saudades do...
    "Bonde em Campinas (SP), um veículo totalmente aberto, um convite pra gente sentir a brisa no rosto. E os cobradores, então! Dobravam o dinheiro de forma vertical e o colocada entre os dedos. Era o maior barato. Pena que em minha cidade eles pararam de circular em 1969, deixando muita saudade!"
    Ariovaldo Izac - Cronista Esportivo
    Campinas - SP

    Eu tenho saudade dos...
    "Bailes de carnaval nos clubes da cidade, na década de 1980, onde a diversão era muito mais sadia.Também tenho muita saudade quando eu apresentava bailes nos clubes de Juiz de Fora e cidades vizinhas. Saudade da eterna rádio Mundial 860, onde sempre buscava os novos hits para tocar no meu programa radiofônico. Bons tempos..."
    Carlos Augusto de Oliveira (Guto) - Radialista
    Juiz de Fora-MG

    Eu tenho saudade da...
    "Velha 'maria fumaça', aquele trem de ferro que soltava fumaça e à noite enfeitava o céu com fagulhas, coisa muito linda. O apito da velha "12" também me dá uma grande saudade. Eu morava em Uruçuca, na Bahia e viajava para Itabuna naquele trem, que "morrendo" nas ladeiras, mas subindo cansado, ele chegava lá. Muito lindo!".
    Odoaldo Vasconcelos Passos - Economista
    (Belém-PA)

    Eu tenho saudade de...
    "Em Pirapora, minha terra natal, dos meios de transportes: o trem de Pirapora para Corinto, Montes Claros e Belo Horizonte bem como os vapores de Pirapora até Juazeiro, na Bahia e Petrolina, em Pernambuco".
    Paulo Roberto Caldeira Brant - Comentarista Esportivo
    Poços de Caldas - MG

    Eu tenho saudade das...
    "Partidas de futebol que o Santos Futebol Clube, do bairro Floresta, realizava no campo da Fábrica de Tecidos São João Evangelista e que a família Carbogim era base do time, com Zé Alemão, Gabriel e Rafael, além de meu sobrinho Flávio, como mascote"
    Miguel Carbogim - in memoriam

    Att,
    Carlos Ferreira
    Juiz de Fora-MG
    carlosferreirajf@gmail.com
    www.carlosferreirajf.blogspot.com
    https://www.facebook.com/carlosferreirajf


    VEM AÍ...
    O Portal MULTIMÍDIA...

    ResponderExcluir