sábado, 13 de agosto de 2011

Parceiro do DF mostra sofrimento de passageiros de ônibus em Planaltina



Por Tatyana Luz
O que tenho a dizer é apenas: até quando continuaremos sofrendo com isso? Quando o GDF tomará uma atitude? Por que depois de todos os relatos de humilhação, falta de respeito com a população, o pessoal da Coopatram está voltando a circular como se nada houvesse acontecido? Esses governos, a partidocracia faz o que quer com a sociedade e recebem como prêmio a impunidade? Esta é a nossa situação: humilhação cotidiana, direito de ir e vir violado, respeito, cidadania apenas em época eleitoral...

 Parceiro do DF mostra sofrimento de passageiros de ônibus em Planaltina
Moradores de três localidades só viajam sentados quando saem da rodoviária.


DFtrans diz que empresa que circula na região teve ônibus apreendidos.
A dupla Parceiro do DF Natália Valarini e Léo Ricardo acompanhou o desconforto dos moradores de três bairros de Planaltina nas viagens de ônibus até o Plano Piloto, que fica a 38 quilômetros de distância.

Para viajar sentado, uma das poucas opções dos moradores de Buritis, Jardim Roriz e Arapoanga é apanhar bem cedo os ônibus na rodoviária de Planaltina, onde os coletivos passam con intervalos de uma hora.

A dupla viajou em uma das linhas e constatou as dificuldades. Muitos passageiros viajam horas de pé. "Se eu não pegar aqui na rodoviária, eu vou até a parada e aí vou de pé até a UnB [Universidade de Brasília] e é muito cansativo", conta uma passageira.

Além disso, os moradores reclamam que são poucos ônibus e, quando eles passam cheios, não param em alguns pontos.


No mês passado, 80 ônibus da empresa Coopatran, que atende Planaltina, foram apreendidos por falta de pagamento do financiamento feito com o Banco de Brasília (BRB). Até agora, o governo só conseguiu remanejar 70 ônibus para essas cidades.

Nenhum comentário:

Postar um comentário