terça-feira, 19 de outubro de 2010

Mais de 1.000 pessoas prestigiam lançamento do Manifesto dos Artistas e Intelectuais

By Rodrigo Brandão to rbp-politica show

Compas, entrei mais cedo no e-mail e vi que havia demanda pelo material sobre o lançamento do Manifesto. Por isso mando em primeira mão para a lista. Peço ajuda aos amigos para espalhar. Os vídeos e algumas boas falas posto mais tarde, porque a noite foi puxada. A lamentar, apenas o fato de até agora não ter saído o texto definitivo do manifesto com todas as assinaturas. Listei os notáveis que vi lá ou que foram citados mesmo não estando presentes. Sds

ps: o ato foi lindo. Teatro lotadaço, com muita gente em pé ou sem conseguir entrar e muita animação da militância. Sinto boas vibrações depois dessa noite. Abraços.

Rodrigo Brandão, da Equipe EDUCOM

Foi um dos melhores atos públicos desse segundo turno no Rio de Janeiro.Todos os 950 lugares de plateia do Teatro Casa Grande, no Leblon, estavam tomados. Ainda havia dezenas, talvez mais de uma centena de pé acompanhando o lançamento do Manifesto dos Artistas e Intelectuais em favor da candidata Dilma Rousseff. Muitos nem conseguiram entrar eacompanharam o ato a partir de telões.

A militância marcou forte presença, agitando bandeiras e aplaudindo cada intervenção. Encerrando a noite, Dilma agradeceu a manifestação de apoio, ressaltou o toque humanista de seu programa de governo e lembrou que muitos dos presentes lhe traziam lembranças das músicas que ouviu, dos livros que leu, dos filmes e peças teatrais que assistiu ao longoda vida.

Aberto em 1966, o Teatro Casa Grande não poderia ter sido escolha melhor para abrigar este encontro do Rio com o Brasil que resgatou sua dignidade e que não quer andar para trás. O Casa Grande foi um dos principais palcos da resistência da classe artística ao obscurantismo da ditadura militar de 1964. Ironicamente, foi destruído por um incêndio em1997, quando o PSDB virava às costas ao Brasil real e vendia a preço de banana suas riquezas ao capitalismo internacional. Era um país que parecia não ter povo, mas um mercado, como bem lembrou a candidata DilmaRousseff. Que oferecia serviços e não direitos, como mais uma ve zpontuou a filósofa Marilena Chauí.

Nos próximos posts, traremos vídeos com alguns momentos marcantes da noite e depoimentos dos presentes. Ainda aguardamos a divulgação oficiald o Manifesto, com os nomes de todos os brasileiros artesãos da palavra e das artes que o assinaram.

Dilma agradece emocionada os apoios e diz: "A primeira mulher presidente não poderá errar"
Após dicursos muito aplaudidos da filósofa e historiadora Marilena Chauí e do teólogo e socioambientalista Leonardo Boff, Dilma começou a falar, sendo várias vezes interrompida por aplausos. A candidata petista disse que representa o sonho de um Brasil com democracia, emancipado e sem desigualdades, um sonho que começou a sonhar nos anos 1970, mas que muitos ali presentes, como Boff, Chauí, Oscar Niemeyer, Chico Buarque, Emir Sader e outros começaram a sonhar em décadas passadas.

"Me orgulho de ter ajudado o presidente Lula nos últimos oito anos arealizar parte importante desse sonho, com a sensível transformação vivida pelo país desde 2003. Pelo menos um tabu foi quebrado: era impossível crescer e distribuir renda", destacou a ex-ministra de Lula."Mudamos a trajetória deste país. Não foram mudanças pontuais."

Dilma lembrou que em 2003 o governo do presidente Lula recebeu o país numa situação econômica muito difícil, mas que assim mesmo decidiu investir pesado na área social, atacando a fome e a pobreza. "Hoje, o Estado dá subsídio direto para a população. Faz isso na casa própria e na luz elétrica", ressaltou.

Para Dilma, as mudanças nos gastos sociais combinadas com a geração de emprego resgataram 28 milhões de pessoas saíssem da pobreza, mas, para além de começar a resgatar nossa enorme dívida social, ajudaram a permitir que o Brasil passasse a ser respeitado no exterior.

"Exatamente por isso meu primeiro e principal compromisso de governo para os próximos quatro anos é erradicar a pobreza no Brasil. Ninguém respeita quem deixa uma parte de seu povo na miséria".

Ao falar das excelentes perspectivas para a economia brasileira, face à descoberta do pré-sal, somente possível, lembrou a candidata, porque a Petrobras agora sim está integrada a um projeto de país, Dilma reafirmou o compromisso de "dar a riqueza do pré-sal aos brasileiros e não entregá-la 'de mão beijada' para as empresas estrangeiras". Dilma apelou à memória dos brasileiros. "Nós temos de ter memória. Também está em questão neste segundo turno o que nossos adversários farão com opré-sal", alertou Dilma.

Dilma Rousseff comparou sua ascensão à Presidência com a vitória dopresidente Lula em 2002. "Assim como Lula tinha uma responsabilidade redobrada por ser o primeiro operário presidente, eu sei que não poderei desperdiçar esta oportunidade para mostrar que mulher sabe, sim,
governar."

Na sequência, o texto do Manifesto ainda não definitivo e os nomes de alguns signatários. Lembrando ainda, que nem todos que assinam o Manifesto estiveram presentes ontem no Teatro Casa Grande, poissão intelectuais e artistas de todos os recantos do país.


MANIFESTO DE ARTISTAS E INTELECTUAIS PRÓ-DILMA ROUSSEFF

Nós, que no primeiro turno votamos em distintos candidatos e emdiferentes partidos, nos unimos para apoiar Dilma Rousseff.

Fazemos isso por sentir que é nosso dever somar forças para garantir osavanços alcançados.

Para prosseguirmos juntos na construção de um paíscapaz de um crescimento econômico que signifique desenvolvimento paratodos, que preserve os bens e serviços da natureza, um país socialmentejusto, que continue acelerando a inclusão social, que consolide,soberano, sua nova posição no cenário internacional.

Um país que priorize a educação, a cultura, a sustentabilidade, aerradicação da miséria e da desigualdade social. Um país que preservesua dignidade reconquistada.

Entendemos que essas são condições essenciais para que seja possívelatender às necessidades básicas do povo, fortalecer a cidadania,assegurar a cada brasileiro seus direitos fundamentais.

Entendemos que é essencial seguir reconstruindo o Estado, para garantir o desenvolvimento sustentável, com justiça social e projeção de uma política externa soberana e solidária.

Entendemos que, muito mais que uma candidatura, o que está em jogo é o que foi conquistado.

Por tudo isso, declaramos, em conjunto, o apoio a Dilma Rousseff. É hora de unir nossas forças no segundo turno para garantir as conquistas e continuarmos na direção de uma sociedade justa, solidária e soberana.

* Leonardo Boff*
***Chico Buarque de Holanda*
*Oscar Niemeyer*
*Aderbal Freire Filho - diretor de teatro*
* Alcides Nogueira - dramaturgo e roteirista*
* Alcione - cantora*
* Aldir Blanc - compositor e escritor*
* Álvaro Caldas - jornalista*
* André Klotzel - cineasta*
* André Luiz Oliveira - cineasta*
* Anne Pinheiro Guimarães - cineasta*
* Antonio Grassi - ator*
* Argemiro Ferreira - jornalista*
* Armando Freitas Filho - poeta*
* Artur Gomes - poeta - ator - vídeo.maker*
* Beth Carvalho - cantora*
* Beth Formaggini - cineasta*
* Carlos Augusto Brandão - crítico de cinema*
* Carlos Brandão*
* Celso Frateschi - ator e diretor*
* Chico Cesar - cantor e compositor*
* Chico Diaz - ator*
* Claudia Furiati - historiadora e escritora*
* Cláudio Baltar - diretor*
* Cristina Buarque de Hollanda - cantora*
* Daniel Sroulevich - produtor cultural*
* Daniel Souza - designer e empresário*
* Dau Bastos*
* Débora Duboc - atriz*
* Dira Paes - atriz*
* Domingos de Oliveira - diretor teatral, cineasta*
*Edgar Vasques - cartunista*
*Ednardo - cantor*
*Eduardo A. Russo - crítico de cinema*
*Eduardo Figueiredo - produtor teatral*
*Eric Nepomuceno - jornalista e escritor*
*Eryk Rocha - cineasta*
*Felipe Radicetti - compositor*
* Geraldo Moraes - cineasta*
* Geraldo Sarno - cineasta*
* Helena Sroulevich - produtora cultural*
* Helvécio Ratton - cineasta*
* Hermano Figueiredo - cineasta e cineclubista*
* Hugo Carvana - ator e cineasta*
* Janaina Diniz - cineasta*
* Jesus Chediak - cineasta e produtor cultural*
* João Bosco - cantor e compositor*
* João Carlos Couto - dramaturgo e produtor teatral*
*Joel Pizzini - cineasta*
* Jorge Furtado - cineasta*
* José Joffily - cineasta*
* José Roberto Filippelli*
* Karen Acioly - diretora teatral*
* Leopoldo Nunes - cineasta e agente cultural*
* Lucélia Santos - atriz*
* Lucia Murat - cineasta*
* Lúcia Rocha - curadora do Tempo Glauber*
* Lucília Garcez - escritora*
* Lucy Barreto - produtora*
* Luiz Antonio de Assis Brasil - escritor*
* Luiz Carlos Barreto - produtor*
* Luiz F. Taranto - jornalista e cineasta*
* Luiz Fernando Lobo - diretor artístico e ator*
* Luiz Fernando Lobo - diretor teatral*
* Manfredo Caldas - cineasta*
* Marcelo Laffitte - cineasta*
* Marcos Souza - músico e jornalista*
* Mariana Lima - atriz*
* Marieta Severo - atriz*
* Marília Alvim - cineasta*
* Mario Prata - escritor e dramaturgo*
* Marquinhos de Oswaldo Cruz*
* Maurice Capovilla - cineasta*
* Maurício Machado - ator*
* Miguel Paiva - escritor e humorista*
* Miúcha - cantora*
* Monarco - compositor*
* Monique Gardenberg - cineasta e diretora de teatro*
* Murilo Salles - cineasta*
* Nelson Sargento - compositor*
* Nei Lopes - compositor e escritor*
* Noilton Nunes - cineasta*
* Orã Figueiredo - ator*
* Otto - cantor e compositor*
* Paloma Rocha - cineasta*
* Paula Gaitán - cineasta e artista plástica*
* Paulo Betti - ator*
*Paulo Halm - roteirista e cineasta*
* Pedro Cardoso - ator*
* Raquel Karro - atriz*
* Ricardo Cota - Secretário de Comunicação do Governo do RJ*
* Ricardo Cravo Albin - jornalista, historiador e pesquisador da MPB*
* Ricardo Gontijo - jornalista*
* Roberto Berliner - cineasta*
* Roberto Gervitz - cineasta*
* Roberval Duarte - cineasta e produtor cultural*
* Rodrigo Targino - cineasta*
* Rogério Correa - cineasta*
* Rosa d`Aguiar Furtado - jornalista, tradutora (viúva de Celso Furtado)*
* Rosemary - cantora*
* Rosemberg Cariry - cineasta*
* Rubens Rewald*
* Ruth Rocha - escritora*
* Ruy Guerra - cineasta*
* Sandra Werneck - cineasta*
* Sara Rocha - produtora de cinema*
* Sérgio Sá Leitão - cineasta e administrador público*
* Silvia Buarque de Hollanda - atriz*
* Silviano Santiago - escritor*
* Sylvia Moreira - arquiteta, cenógrafa*
* Tata Amaral - cineasta*
* Tia Surica -sambista*
* Toni Venturi - cineasta*
* Tuca Moraes - atriz e produtura*
* Vania Cattani - cineasta*
*Vicente Amorim - cineasta*
* Vinícius Reis - cineasta*
* Vladimir Carvalho - cineasta*
* Wagner Tiso - músico*
* Walter Carvalho - cineasta*
* Walter Lima Júnior - cineasta*
* Wolney Oliveira - cineasta*
* Ziraldo - desenhista, escritor, pintor*
* Frei Betto*
* Emir Sader*
* Álvaro Caldas - jornalista*
* Ricardo Gontijo - jornalista*
* Regina Zappa - jornalista e escritora*
* Padre Ricardo Rezende*
* Paulo Sergio Niemeyer*
* Vera Niemeyer*
* Tulio Mariante - designer*


http://brasileducom.blogspot.com/2010/10/mais-de-1000-pessoas-prestigiam.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário