sábado, 21 de novembro de 2009

Miss Afro Brasileira

Além dos emocionantes shows de Luiz Melodia e Elza Soares, ontem na Praça da Sé, em comemoração ao Dia Nacional da Consciência Negra, em homenagem a Zumbi dos Palmares, levando a praça mais de 10 mil pessoas, o dia foi comemorado também em Itu, com a Missa Afro Brasileira, espetáculo dirigido pelo grande Edvaldo Santana.
amanhã também em Itu, Edvaldo volta ao palco com o musical da Diáspora Africana, a partir das 15:00h na II Feira de Cultura Negra de Itu, em comemoração aos seus 400 anos.

No dia 20 de novembro, na igreja de São Benedito que fica na Rua Santa Cruz, 600, no centro da cidade de Itu, São Paulo, acontece a celebração da Missa Afro Brasileira,dentro das comemorações da Semana da Consciência Negra.

Organizada pela União Negra Ituana (UNEI), a Missa Afro Brasileira, foi trazida para a comunidade pela pastoral do negro em 1993, através do (CELMU) Centro Ecumênico de Formação e atualização litúrgico-musical,é baseada em textos e melodias criados pelo Padre Reginaldo Veloso e adaptada pela comunidade negra ituana, que inseriu no repertório outras canções populares,criadas por compositores oriundos da cultura Negra brasileira como Dona Ivone Lara, Sombrinha,entre outros.

Composta por elementos da cultura africana, brasileira, indígena e européia, esse culto tem por objetivo mostrar o sincretismo religioso existente nas manifestações sacras do nosso povo procurando informar e difundir a história do negro no Brasil e principalmente resgatar sua importante contribuição na elaboração e criação artística e estética na produção cultural do planeta. Caldeirão de poesia e idéias esse trabalho é pontuado por canções com diversas variações melódicas e rítmicas (samba, afoxé, baião, toada).

Suas letras trazem a influencia dos dialetos, (Nagô e Tupi-Guarani), se fundindo com a linguagem religiosa do cristianismo, seus cânticos são acompanhados por atabaques, berimbaus, violões e agogôs, as vozes dos componentes da comunidade negra nos remetem aos sentiment os mais profundos de dignidade, amor e amizade.

O cenário que compõem o culto é constituído pela natureza das plantas e flores e com muita ginga, suingue e vestimentas coloridas, durante toda a celebração o balé afro de moças, rapazes e crianças iluminam de paz e alegria cada canto da igreja. Apesar de serem arrancados de suas terras, para serem escravizados, este é o legado que a África generosamente distribuiu pelos lugares onde seu povo aportou.

Ficha técnica-
Djalma dos Santos-voz e atabaque
Fátima do Carmo, Giselda de Almeida, Camila Elaine, Vanilda de Almeida - Coral Feminino
Paulo Jamaica - Berimbau
Benedito Sampaio
Edvaldo Santana-voz, violão e direção musical
Balé Afro da Unei
Padre Renilton Fontes-celebrante





Um comentário:

  1. Olá.
    Foi publicado no DIÁRIO OFICIAL no dia 18 de novembro de 2009 a convocação para a criação do COMDI- Conselho Municipal dos Direitos dos Idosos, amanhã dia 23/11/2009 na Santa Casa no 4º andar no auditório, só que o Conselho já existe desde 07 de outubro de 1993, criado pela Lei: 5.542 na então gestão do prefeito Sergio Mendes.
    Será que vão criar outro?
    A Sociedade Civil esta de olho

    ResponderExcluir