terça-feira, 24 de novembro de 2009

Goyta City



quando teço
a palavra no tecido
sendo negro
o teu vestido
verde/amarelo
ou furta cor
invento
outra realidade
muito além de prostituta
minha cidade
minha puta
nunca foste o meu amor
com tua cara de safada
corrupta descarada
tão fudida e mal amada
ó vampira assombradada
desse filme de terror

Artur Gomes
http://carnavalhagumes.blogspot.com

No twitter
http://twitter.com/fulinaima

No my space
http://www.myspace.com/317911079

cine.vídeo.poesia
http://youtube.com/fulinaima

juras secretas
http://poeticasfulinaimicas.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário