domingo, 17 de maio de 2009





aprendeu
as peripécias cabralinas
não perfumar a faca
nem cheirar as rosas
sem espinho
sabe muito bem
onde por suas narinas
e traçar os seus caminhos


mamãe é brega mas é xique
com ela
o buraco é mais embaixo
e o estômago
mais em cima
é fã de Rita Lee
mas não curte
Ana Carolina


o Rei da brincadeira é José o Rei da confusão é João, um trabalhava na feira ê Josê, outro na construção ê João(Gilberto Gil). quero dizer que ainda arde tua manhã em minha tarde a tua noite no meu dia e tudo em nós que já foi feito com prazer inda faria, quero dizer que ainda é cedo ainda tenho um samba/enredo e tudo em nós é carnaval é só vestir a fantasia quero ser teu mestre/sala e você porta/bandeira quando chegar na quarta a gente inventa outra fulia. por enquanto vou te amar assim em segredo como se o sagrado fosse o maior dos pecados originais e a minha língua fosse só furor dos canibais e essa lua mansa fosse faca a afiar os versos que inda não fiz e as brigas de amor que eu nunca quiz mesmo quando o projeto aponya outra direção embaixo do nariz e é mais concreto que a argamassa do abstrato. por enquanto vou te amar assim admirando o teu retrato pensando a minha idade e o que trago da cidade embaixo as solas dos sapatos(Artur Gomes)


mamãe é brega mas é xique

conhece muito bem
o pau a pique
sem essa de
minha cidade meu amor
sabe muito bem
dos donos da Avenida
e o nomes dos atores
dos filmes de Terror


Depois de um passeio dominical pelos blogs e veículos de imprensa da cidade, links para algumas notícias que merecem ser de conhecimentos de todos. a começar pór aqui: Os intestinos podres da América Latrina aqui Dário Oficial gera discussão aqui Notícia trsite o falecimento do médico Renato Moretto aqui


A Vaca

(Falado)

Eu sou da geração do desbunde.Nunca tive saco pra milico, desfile, gente com medo.Todo mundo ficava parado, mudo, anestesiado.Não dava pra fingir que não tinha nada.Pra mudar alguma coisa, a gente teve que gritar, se drogar.Ir pra rua, enfrentar nossa própria fraqueza.Era uma maneira de não se render, e não ficar careca, careta.


(Cantado)


Eu to pedindo
A tua mão
Me leve para qualquer lado
Só um pouquinho
De proteção
Ao maior abandonado
Teu corpo com amor ou não
Raspas e restos me interessam
Me ame como a um irmão
Mentiras sinceras me interessam, me interessam
Migalhas dormidas do teu pão
Raspas e restos
Me interessam
Pequenas poções de ilusão
Mentiras sinceras me interessam, me interessam

Cazuza / Renato Ladeira



Participe da enquete da Rede Blog, ao lado, e ajude a escolher o tema que vai pautar os blogueiros participantes no próximo dia 21. E se você tem um blog e ainda não participa, peça sua inclusão nos comentários abaixo (e confirme o desejo de participar em post no seu blog).A Rede Blog é uma reunião virtual de blogueiros de Campos que se forma todo dia 21 para tratar de algum tema relativo à cidade, a partir de uma sugestão de pauta escolhida por enquete. A indicação de assuntos obedece a um rodízio de cinco em cinco blogs entre os integrantes da lista.As indicações do mês foram feitas pelos blogs Hiena (A relação entre a Prefeitura de Campos e a empresa Águas do Paraíba), Caído em Campos (O que é preciso para que Campos se torne um lugar melhor para viver?) e Vírus na Matrix (A má conservação das ruas de Campos).


Vamo que vamo!

Vitor Menezes





Não, ninguem faz samba só porque prefere
Força nenhuma no mundo interfere
Sobre o poder da criação
Não, não precisa se estar nem feliz nem aflito
Nem se refugiar em lugar mais bonito
Em busca da inspiração
Não, ela é uma luz que chega de repente
Com a rapidez de uma estrela cadente
Que acende a mente e o coração
É faz pensar que existe uma força maior que nos guia
Que está no ar
Bem no meio da noite ou no claro do dia
Chega a nos angustiar
E o poeta se deixa levar por essa magia
E o verso vem vindo e vem vindo uma melodia
E o povo começa a cantar, lá laia laiáLá lá laía laiá
João Nogueira / Paulo Cesar Pinheiro


Nenhum comentário:

Postar um comentário